Parabolas de Jesus

Uma parábola é uma história simples usada para ilustrar e ensinar uma verdade espiritual Jesus O Cristo ou princípio. Uma parábola é baseada na comparação entre um objeto comum ou evento a uma verdade, e o significado subjacente ou a mensagem de uma parábola é muitas vezes oculta dos ouvintes que não estão preparados espiritualmente para recebê-la.

Cristo ensinou muitas vezes por parábolas. Suas parábolas são discutidas em todos os quatro evangelhos da Bíblia. A seguir está a lista das parábolas de Cristo e onde elas são encontrados na versão do Rei Tiago da Bíblia.

Parábola do Semeador: Esta parábola mostra o que acontece quando diferentes tipos de pessoas ouvem o evangelho. Em alguns, o evangelho cria raízes, alimenta-se através dos esforços do crente, e se aprofunda no compromisso. Para outros, o Evangelho se enraíza, mas nunca é nutrido e a fé morre. Em outros, o evangelho é pregado aos ouvidos surdos e corações duros, que proporcionam um ambiente inóspito para o testemunho crescer.

Parábola do joio e do trigo: O Senhor permite que o justo e o ímpio, cresçam em maturidade juntos, até que estejam completamente maduros em qualquer dos dois, bondade ou maldade. Então Ele vai separar o trigo (o bom) do joio (os maus, que parecem ser de trigo no início), e queimar os ímpios no último dia.

O grão de mostarda: A semente de mostarda é pequena, mas perfeitamente obediente à vontade do Senhor. Ela cresce e se torna uma planta grande que se escondia em seu tamanho minúsculo como uma semente. Assim, o reino de Deus vai crescer a partir de humildes começos.

A parábola do fermento: O fermento em algumas escrituras representa a “má inclinação” do homem, mas, neste caso, representa o reino do Senhor. A mulher acrescentou um pouco de fermento para cada uma das três medidas de farinha, e tudo isso cresceu. Assim, o evangelho é recebido por uma pessoa em uma cidade, e cinco no campo, mas todo mundo é abençoado.

O tesouro no campo: O reino dos céus é semelhante a um grande tesouro. Devemos fazer tudo o que é necessário para obtê-lo, até mesmo nos livrarmos dos tesouros terrenos a favor do que é do céu.

A Pérola de Grande Valor: Novamente, o reino dos céus é semelhante a um tesouro. Para obtê-lo, vale a pena vender todas as coisas mundanas – Matt. 13: 45-46.

A Rede do pescador: O pescador pega peixes de diferentes espécies em sua rede, mantém os bons, e joga fora os ruins. No juízo final é o mesmo, os ímpios serão lançados no fogo

O chefe de família: Um escriba instruído nas verdades do Reino de Deus traz tesouros novos e velhos, como um chefe de família faz de sua casa .

A Parábola da Ovelha Perdida: “O Senhor se preocupa com seus filhos, tanto quanto o pastor se preocupa com suas ovelhas. Um bom pastor deixa o rebanho e vai procurar a ovelha perdida. O Senhor se alegra quando a ovelha perdida é encontrada e trazida de volta ao rebanho.

A Parábola da Moeda Perdida: Como acontece com a parábola da ovelha perdida, uma mulher se alegra com as amigas quando ela reencontra sua moeda perdida. O Céu se rejubila com a alma de uma pessoa que se arrepende.

O Filho Pródigo: Como as parábolas da dracma perdida e da ovelha perdida, o pai se alegra quando seu filho pródigo volta. Não importa quão baixo o filho caiu, nem o pecado que ele cometeu. O pai ainda está disposto a recebê-lo com alegria, quando o filho se humilha e volta para casa.

O Servo Incompassivo: O Senhor nos perdoa, mesmo quando estamos profundamente em dívida para com ele. No entanto, Ele não nos perdoa, se nós nos recusamos perdoar os outros

O Bom Samaritano: Há muitas mensagens na história do Bom Samaritano. A história é uma resposta para a pergunta “Quem é o meu próximo?” A questão seguiu o conselho de Cristo de amar o próximo como a si mesmo. Os Samaritanos eram odiados pelos Judeus, porque eles não eram de puro sangue Israelita e tentaram impedir a construção do templo após o cativeiro Babilônico. No entanto, o Samaritano na história está disposto a ajudar um estranho que é, provavelmente, um Israelita. Os sacerdotes passaram pelo homem ferido. Os sacerdotes teriam que se isolar por 30 dias, se tivessem ajudado o homem, porque eles teriam sido proferidos  imundo. No entanto, ao manter a letra da lei, eles não conseguiram manter o espírito da lei.

O Mordomo Injusto: Este é a parábola mais difícil de analisar, e as opiniões variam quanto ao seu significado. O mordomo infiel está em perigo de perder o emprego, mas ele perdoa uma parte da dívida dos devedores do Senhor e, assim, ganha o favor do Senhor.

Lázaro e o Homem Rico: Lázaro era um mendigo que definhava na frente da casa do homem rico, não recebendo nenhuma ajuda do homem rico. Na outra vida, Lázaro foi abençoado, mas o homem rico queimado no inferno. O homem rico orou para que Lázaro  pudesse trazer-lhe água, mas um grande abismo os separava, de modo que o pedido era impossível de se realizar. O homem rico pediu que Lázaro pudesse retornar dos mortos e advertisse seus irmãos, ou eles teriam uma vida egoísta e pereceriam eternamente. Mas o Senhor respondeu que se as pessoas não ouvem aos profetas, eles também não dariam ouvidos a Lázaro.

O Juiz Injusto: Uma viúva importuna o juiz de reparação. Embora o juiz seja injusto, ele responde às suas necessidades, porque ela é muito persistente. O Senhor não é injusto. Ele vai responder ao Seus eleitos. Precisamos importuná-Lo em oração.

O Bom Pastor: Nesta parábola Cristo se define como o bom pastor. Suas ovelhas conhecem a sua voz, e Ele é seu protetor. O bom pastor está disposto a dar sua vida por suas ovelhas. Jesus, confundiu os seus ouvintes clamando ser também a porta do aprisco, e em seguida, afirmando que ele poderia dar Sua vida e depois tornar a pegá-la novamente. Ninguém a esse ponto havia sido ressuscitado, os fariseus não podiam compreender o que Jesus estava falando – João 10: 1-21. Cristo visitou os povos do Livro de Mórmon depois da Sua ressurreição e disse que eles também eram Suas ovelhas. Ele havia dito aos judeus que tinha outras ovelhas, não daquele aprisco, mas eles não entenderam.

Trabalhadores na Vinha: Esta parábola tem sido explicada de diferentes maneiras, mas provavelmente diferencia entre os judeus, que eram o povo escolhido original, e os gentios, a quem o evangelho foi levado mais tarde na história, mas quem vai herdar a mesma glória.

Libras: A parábola das libras é muito semelhante à parábola dos talentos (talentos eram unidades de dinheiro). Para aqueles que “têm muito” será dado mais, e daqueles que “têm pouco,” o pouco que tem lhe será tirado. Isso se refere à ampliação dos dons dados a nós pelo Senhor. Se usarmos os nossos dons a Seu serviço, eles ampliam. Àqueles que fazem isso serão recompensados no céu.

Dois Filhos: Nesta parábola Jesus compara os que parecem dispostos, mas que falham em realizar, e aqueles que são rebeldes, mas depois se arrependem e fazem a obra do Senhor. Jesus diz que o que está arrependido é o que vai ganhar o reino, colocando o pecador arrependido em situação melhor do que os fariseus.

Os Lavradores Maus: O Senhor estabeleceu sua vinha e deixou nas mãos dos lavradores. Ele enviou os seus servos para verificar a vinha, mas eles foram espancados pelos lavradores. Então o Senhor enviou Seu Filho, a quem os lavradores mataram. Os Judeus abusaram dos profetas e, em seguida, crucificariam o Cristo. Então Jesus diz ser a pedra de Israel, em quem o reino é construído.

O Casamento do Filho do Rei: O rei convida todos os tipos de convidados para o casamento de seu filho. Muitos se recusam a vir. Alguns matam os servos que ele enviou para convidá-los (os profetas). Alguns vêm, mas são indignos ou despreparados. Esta parábola termina com a frase: “Muitos são chamados, mas poucos são escolhidos.”O Senhor nos convida a todos para tornar-nos parte de Seu reino, mas poucos se qualificam para a vida eterna em Sua presença .

A Parábola das Dez Virgens: As dez virgens representam a Igreja. Estão todos convidados para a festa de casamento. Imagens de casamento são comuns nas escrituras, sendo Cristo casado com a Igreja. O noivo (Cristo) atrasa Sua vinda. Metade das virgens não têm óleo suficiente (fé, testemunho) para perseverar até o fim,  então elas  não se qualificam para ser de Cristo, quando Ele vier. Em Doutrina e Convênios, o Senhor se refere à parábola e tem isto a dizer, em parte, “Para aqueles que são prudentes e tendo recebido a verdade, e tendo tomado o Santo Espírito por seu guia, e não tenham sido enganados, em verdade, Eu vos digo que não serão cortados e lançados ao fogo, mas suportarão o dia.”.

A Parábola dos Talentos: Como a parábola das libras, o Senhor vai fazer-nos responsáveis pelos dons que Ele nos deu. Devemos usar esses dons para servir no Seu reino terreno, especialmente para servir aos nossos semelhantes. O Senhor diz: “Muito bem, servo bom e fiel; tens sido fiel sobre poucas coisas, vou fazer reinar sobre muitas coisas: entra no gozo do teu senhor”.

A Parábola das Ovelha e das cabras: O Senhor vai separar os justos dos ímpios e os justos serão exaltados. Jesus chama as ovelhas de justos, porque eles ouvem a voz do pastor, enquanto os cabritos vão por seus próprios caminhos. As ovelhas são aqueles que seguem o pastor e servem como “subpastores, “cuidando de suas outras ovelhas. Qualquer serviço que prestamos aos nossos semelhantes, em nome de Cristo, é como se nós fizessemos ao Salvador.

A Parábola da Torre: Esta parábola é encontrada em Doutrina e Convênios, Seção 101. A parte principal da parábola está nos versículos 43-54, que o Senhor apresenta a Joseph Smith, com esta frase: “E agora, vou mostrar-vos uma parábola, que você pode saber a minha vontade sobre a redenção de Sião”. O Senhor deixa a vinha nas mãos de seus servos e lhes ordena que construam uma cerca em torno dela e, em seguida, que construam uma torre de vigia. Vendo que é um tempo de paz, os servos não vêem nenhuma necessidade para a torre, e eles não falham em terminar de construí-la. O inimigo vem e saqueia a vinha. O Senhor diz que se eles tivessem concluído a torre, eles teriam visto o inimigo, enquanto ele estava “ainda longe”. Os tijolos da torre são mandamentos de Deus. Se deixá-los no chão, nunca teremos a torre construída, e não conseguimos discernir os ataques de Satanás.

Summary
Article Name
Parabolas de Jesus
Description
Jesus ensinava por meio de parábolas para permitir aos iniciados compreender a doutrina do evangelho.

2 Comentários

  1. Muito obrigado tenho que ser sincero neste site aprendi coisas que nunca sabia nem tinha a nossao. OBRIGADO!!:)

  2. a paz de deus,agraça do senhor jesus esteja em todos os nossos lares amém …

Enviar Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2015 Jesus O Cristo. Todos os direitos reservados.
Esta página web não pertence nem é afiliada a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (algumas vezes também chamada de Igreja Mórmon ou Igreja SUD). Os pontos de vista expressos pelos usuários são de responsabilidade dos mesmos e não representam necessariamente a posição da Igreja. Para acessar os sites oficiais da Igreja visite: LDS.org ou Mormon.org.