criança-orandoRecentemente eu obtive uma compreensão renovada do poder da oração. Eu me sinto uma pessoa abençoada, porque minhas orações sempre foram respondidas. Uma dessas experiências aconteceram quando eu era bem pequena. Foram meus pais que me ensinaram que Deus sempre respondia as orações, e eu resolvi colocar o que eles me ensinaram a prova. Eu amava chicletes, por isso, todas as noites eu comecei a orar por um pacote de chicletes e esperava que ele se materializasse diante de mim. É claro, que isso nunca aconteceu. Achei que Deus estava empenhado em responder pedidos mais importantes do que aquele. Por isso, parei de pedir. Dez anos depois, meu pai inventou um novo tipo de chiclete. E então, tive cada oração que fiz pedindo por chicletes, respondida muitas vezes.

Na semana passada, meu pai foi internado no hospital por causa de uma severa prisão de ventre. Estávamos muito preocupados com ele. Oramos incessantemente por sua recuperação, e para que ele não tivesse que fazer uma cirurgia e tivesse parte de seu intestino removido. Meu filho mais novo ofereceu uma oração pedindo a Deus que “curasse o vovô.” Dois dias depois ele estava em casa. Ele estava curado e não precisou fazer nenhuma cirurgia! Como sou grato por termos essa linha direta com os céus. Quando um ente querido fica gravemente doente, nos sentimos impotentes. Mas todos nós temos acesso a oração, uma fonte de poder que muitas vezes não levamos em consideração. Eu comentei em outro artigo que a mãe de um colega do meu filho estava com câncer. Seu nome é Lacey. Essa jovem mãe foi diagnosticada um ano atrás com câncer no útero. Ela tem dois filhos um com 4 e outro com 18 meses. Eu não podia nem imaginar o pesadelo que ela estava enfrentando. Estávamos devastados. A chance de se sobreviver a este tipo de câncer é de apenas 15%. Jejuamos por ela. Oramos por ela e frequentemente ela estava em meus pensamentos. Temia por sua família, sua saúde emocional e o que aconteceria se ela falecesse. Ela estava quase sempre hospitalizada, passou por varias cirurgias e recebeu bênçãos do sacerdócio. O ano que passou não foi fácil.

Eu me lembro de quando a conheci, ela era tão linda. Na ultima semana recebemos uma noticia maravilhosa! Quando Lacey compartilhou seu testemunho de cura, ela estava tão linda quanto nunca. Estávamos gritando de alegria porque o câncer havia desaparecido. Eu sei que devemos esperar 5 anos para considerar uma pessoa curada de câncer, mas o fato de que ela estava ainda ali conosco é um milagre maior do que esperávamos. Não podemos sempre esperar que o Senhor atenda sempre nossos desejos, afinal, Seus propósitos nem sempre são conhecidos por nós. Mas desta vez, Ele nos ouviu, e somos tão gratos por isso.

Antes de continuar, eu gostaria de dizer que os Santos dos Últimos Dias apesar de terem muita fé, colocam sua confiança também nos avanços médicos. Acreditamos que Deus nos abençoou com a tecnologia e os avanços médicos para que esta vida na terra possa ser mais fácil. Também acreditamos que devemos cuidar de nossos corpos tendo uma boa alimentação, fazendo exercícios e indo ao médico sempre que necessário. Mas a fé e as bênçãos do sacerdócio, também são bênçãos importantes do Senhor. E eu sei que o pode deles é real.

Elder Oaks, (um líder da Igreja SUD) contou a historia de uma garota que estava muito doente que também foi curada pelo poder da fé daqueles que a amavam. Ele disse:

Muitos santos dos últimos dias sentiram o poder da fé para curar os enfermos. Ouvimos também exemplos disso entre as pessoas fervorosas de outras religiões. Um jornalista do Texas descreveu um desses milagres. Quando sua filha de cinco anos ficou subitamente com febre e dificuldade para respirar, os pais a levaram correndo a um hospital. Quando ali chegou, os rins e os pulmões haviam parado de funcionar, ela estava com quase 42 graus de febre e com a pele toda vermelha, cheia de feridas roxas. Os médicos disseram que ela estava morrendo de uma síndrome de choque tóxico, de causa desconhecida. Quando a notícia chegou aos familiares e amigos, que eram pessoas tementes a Deus, eles começaram a orar por ela, e um culto especial de oração foi realizado em sua congregação protestante, em Waco, Texas. Milagrosamente, de repente ela deixou de estar à beira de morte e, em pouco mais de uma semana, recebeu alta do hospital. Seu avô escreveu: “Ela é uma prova viva de que Deus realmente responde as orações e opera milagres” (Dallin H. Oaks, Curar os Enfermos, Conferencia Geral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, Abril de 2010).

Sou tão grata por uma amoroso Pai Celestial que ouve e responde nossas orações. E sou especialmente grata pelos dons de cura dos quais sou testemunha.

Este artigo foi escrito por Patty Sampson

Recursos Adicionais

Saiba mais sobre a Igreja de Jesus Cristo

Copyright © 2017 Jesus O Cristo. Todos os direitos reservados.
Esta página web não pertence nem é afiliada a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (algumas vezes também chamada de Igreja Mórmon ou Igreja SUD). Os pontos de vista expressos pelos usuários são de responsabilidade dos mesmos e não representam necessariamente a posição da Igreja. Para acessar os sites oficiais da Igreja visite: LDS.org ou Mormon.org.