servindo-proximo-mormon

A vida não foi feita para que pensássemos apenas em nós mesmos, na verdade, nossas maiores alegrias e bênçãos nesta vida, vem de servir ao próximo. Se nos autoproclamamos cristãos e afirmamos que procuramos seguir o exemplo do Salvador em nossa vida diária, então precisamos compreender que a estrada do discipulado compreende um vida dedicada ao privilegio de servir a todos os homens.

 Jesus Cristo é o Nosso Maior Exemplo

Nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo, não veio para ser servido, pelo contrário, Sua missão era fazer a vontade de Seu pai e servir aos outros filhos de Deus. Seu ministério – ressuscitar os mortos, curar os coxos, devolver a visão aos cegos, a Sua oração intercessora no Jardim do Getsêmani, dando Sua vida como resgate enquanto enfrentava a desumana morte na cruz no Gólgota – estava centrada nas necessidades alheias.

O Evangelho de Jesus Cristo é um evangelho de ação. Portanto, os verdadeiros discípulos de Jesus Cristo não são pessoas passivas. São pessoas de ação. Eles estão diretamente envolvidos em ajudar a edificar o Reino de Deus na terra, e uma das melhores maneiras que podemos fazer isso é servindo ao nosso próximo. Um rei chamado Benjamim ensinou o seguinte:

E eis que vos digo estas coisas para que aprendais sabedoria; para que saibais que, quando estais a serviço de vosso próximo, estais somente a serviço de vosso Deus. (Mosias 2:17)

O próprio Salvador disse: “Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos” (João 15:13).

O que Ele quis dizer com isso? Ele, com certeza, não estava dizendo que para mostrar que amamos nossos amigos, devemos literalmente, morrer. O que Ele estava dizendo é que, cada vez que deixamos nossos interesses pessoais de lado por nossos amigos e familiares, estamos dando nosso tempo e nossa vida. Ele também nos ordenou: “Um novo mandamento vos dou: “Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.” (João 13:34). E assim, tendo esse pensamento em mente, a palavra “amigos” pode ser aplicada a qualquer um que encontremos.

Existem Muitas Maneiras de Servir

Como membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, temos muitas oportunidades de servir. Podemos fazer pequenas coisas, atos voluntários de bondade por nossos vizinhos, se envolver com a comunidade, cumprir e magnificar nossos chamados da Igreja, contribuir com os projetos humanitários, e servir em nossos deveres cívicos. Estas são algumas idéias que todo mundo pode fazer. A medida que servimos, não abençoamos apenas as vidas das pessoas, mas abençoamos também nossa própria vida de muitas maneiras. O serviço nos permite seguir o exemplo do Mestre. As palavras de um hino muito conhecido nos relembram dessa importante verdade:

 Abençoado fui com o teu grande amor.

O mesmo amor devo estender á meu irmão;

Cumprindo assim o mandamento, da tua santa lei Senhor,

Demonstrando minha gratidão;

Não Somos Todos Pedintes?

Talvez existam aqueles que poderão dizer que não tem tempo, talentos ou as habilidades adequadas para servir. Ou talvez perguntem, “Por que eu preciso dispor de meus talentos e habilidades para servir o próximo?” Para essas pessoas eu gostaria de compartilhar um dos meus versículos favoritos do Livro de Mórmon (Mosias 4:19-24), eis as palavras do rei Benjamim:

  19 Pois eis que não somos todos mendigos? Não dependemos todos do mesmo Ser, sim, de Deus, para obter todos os bens que temos, tanto alimentos como vestimentas e ouro e prata e todas as riquezas de toda espécie que possuímos?

20 E eis que, mesmo agora, haveis invocado seu nome e suplicado a remissão de vossos pecados. E permitiu ele que pedísseis em vão? Não; ele derramou sobre vós o seu Espírito e fez com que se enchesse de alegria o vosso coração e fez com que se fechasse a vossa boca para que não vos pudésseis exprimir, tão grande era a vossa alegria.

21 Ora, se Deus, que vos criou, de quem depende vossa vida e tudo o que tendes e sois, concede-vos todas as coisas justas que pedis com fé, acreditando que recebereis, oh! então, quanto mais não deveríeis repartir os vossos bens uns com os outros!

22 E se julgais o homem que pede de vossos bens para não perecer e o condenais, quanto mais justa será a vossa condenação por reterdes vossos bens, que não pertencem a vós, mas a Deus, a quem também vossa vida pertence; e, contudo, nada pedis nem vos arrependeis daquilo que haveis feito.

23 Digo-vos: Ai de tal homem, porque os seus bens perecerão com ele! E agora digo estas coisas aos que são ricos no que toca às coisas deste mundo.

24 E novamente digo aos pobres, vós que não tendes e, ainda assim, tendes o suficiente para passar de um dia para outro; refiro-me a todos vós, que negais ao mendigo porque não tendes; quisera que dissésseis em vosso coração: Não dou porque não tenho, mas se tivesse, daria.

Toda a oportunidade que temos em servir ao próximo deveria ser uma lembrança de que nosso Pai Celestial frequentemente nos faz ser a resposta a oração de alguém. Quando servimos o próximo também nos devemos lembra das palavras do Salvador, quando disse:

E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. (Mateus 25:40)

Servindo o Próximo a Maneira do Senhor

Presidente Spencer W. Kimball disse: “Deus nos conhece e vela por nós. Mas, frequentemente, Ele atende nossas necessidades através de outras pessoas.” (“The Abundant Life,” Tambuli, Junho de  1979, 3). Presidente Thomas S. Monson nos ensinou que: “Ao longo do caminho da vida, notaremos que não somos os únicos viajantes. Existem outros que precisam de ajuda. Existem pés a ser firmados, mãos a segurar, mentes a incentivar, corações para inspirar e almas para salvar.” (Thomas S. Monson, Que Firme Alicerce, Conferência Geral, outubro 2006). Presidente Monson também ensinou-nos na Conferência Geral de outubro de 2009, em seu discursos intitulado, O Que Fiz Hoje Por Alguém?, que devemos ajudar o próximo da maneira do Senhor. Ele disse:

“A menos que nos entreguemos totalmente ao serviço ao próximo, haverá pouco propósito em nossa vida. Aqueles que vivem só para si acabam definhando e figurativamente perdem a vida, ao passo que aqueles que se dedicam inteiramente ao serviço ao próximo crescem e florescem — e literalmente salvam a própria vida”.

E o profeta Joseph Smith declarou: “Se a minha vida não tem nenhum valor para meus amigos, também não vale nada para mim.”

Agora, talvez alguém se pergunte: “O que acontece com aqueles que parecem já ter tudo do que precisam? Podemos servir a estes? Devemos servir também aqueles que não precisam de nada?” Gostaria de deixar um conselho nesse caso – algumas vezes aqueles que parecem não precisar de nenhum tipo de ajuda, são os que mais precisam. Nunca devemos julgar ninguém.

O evangelho de Jesus Cristo nos ensina que todos são beneficiados pelo serviço. Ele não se resume em satisfazer uma necessidade apenas, mas também em exercitar a caridade – o puro amor de Cristo – para nossos irmãos e irmãs. Cristo nos ensinou, “Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros” (João 13:35). Uma das maneiras que demonstramos que amamos a Deus é servindo uns os outros.

Irmãos e irmãs, o serviço que doamos não precisa ser algo grandioso. As pequenas coisas que fazemos podem fazer uma grande diferença na vida de alguém. A beleza de seguir o evangelho de Jesus Cristo, é que não precisamos escolher quando, como e a quem serviremos, precisamos apenas agir. O serviço pode ser planejado ou espontâneo, pode ser dirigido a alguém que conhecemos e a um completo estranho, não importa. Posso adicionar apenas uma coisa a mais? Não é a quantidade de serviço que faz a diferença, mas sim, a sua qualidade. Devemos nos perguntar se servimos apenas por obrigação, ou porque genuinamente amamos nossos irmãos e irmãs.

Termino com o seguinte pensamento. O verdadeiro serviço é prestado sem esperar qualquer reconhecimento pessoal ou recompensa. A verdadeira motivação por trás de qualquer serviço que ofertamos deve ser o amor que temos por nossos irmãos e irmãs, e o amor que mostramos ao nosso Pai Celestial.

Deixo esse pensamento com vocês, humildemente, em nome de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. Amém.

Recursos Adicionais

Saiba mais sobre a Igreja de Jesus Cristo

Copyright © 2017 Jesus O Cristo. Todos os direitos reservados.
Esta página web não pertence nem é afiliada a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (algumas vezes também chamada de Igreja Mórmon ou Igreja SUD). Os pontos de vista expressos pelos usuários são de responsabilidade dos mesmos e não representam necessariamente a posição da Igreja. Para acessar os sites oficiais da Igreja visite: LDS.org ou Mormon.org.