Jesus-Tempestade-Barco-MormonEu nunca esperei aprender um principio doutrinária enquanto praticava mergulho. No inicio, eu não queria ir. Tenho minhas duvidas se quero estar no mesmo ambiente das criaturas marinhas e sempre espero não ver nada na maioria das vezes quando estou fazendo excursões no oceano. Mas desta vez era diferente. Meu marido e eu estávamos visitando as ilhas Cayman em uma viagem de negócios, perto de uma praia onde se ofereciam lições de mergulho.

Como estaríamos mergulhando próximo a costa, em aguas rasas, não precisávamos realmente fazer um curso mais extenso. Assistimos uma aula de aproximadamente 45 minutos, antes de entrarmos na agua. Eu me lembro de estar bem ansiosa a respeito e minha ansiedade aumentava a medida que via como era estranho tentar respirar usando uma máscara.

Muito gentilmente o instrutor me disse que eu poderia tomar o tempo necessário até que me sentisse pronta. Então, ele colocou os pesados tanques em nossas costas e nos disse para caminhar até a praia. Eu sou baixinha e não muito forte, por isso tendia a pender para trás, por causa dos pesos dos tanques, e também me sentia estranha e desajeitada com os pés de pato. A despeito disso, meu querido marido, que estava atrás de mim, tentou apoiar os tanques, levantando-os para cima, para que eu andasse mais facilmente. De repente, ele perdeu o equilíbrio, se apoiando sobre os meus tanques para não cair, e batendo na parte de trás das minhas pernas quase me fazendo realizar uma cambalhota. Naquele momento eu pensei como alguém poderia gastar dinheiro para fazer aquilo. De qualquer maneira, chegamos na agua e algo incrível aconteceu – quando eu consegui imergir completamente, o peso dos meu tanques desapareceu. Coloquei a mascara e comecei a respirar do modo como me havia sido ensinada. Meu marido me segurou pela mão e submergimos. Enquanto descíamos abaixo da linha d’água iluminada pelo sol do Caribe, senti algo incrível. Eu conseguiu controlar minha subida ou descida apenas pela minha respiração. Foi a coisa mais próxima de voar que já experimentei. E, oh, as maravilhas que nós vimos –  belos peixes, uma profusão de cores da flora e da fauna. Um novo mundo estava logo ali, brilhando nas águas iluminadas pelo sol abaixo da superfície do mar.

Por que estou lhe contando tudo isso?

Não muito tempo atrás eu ouvi uma mulher dizer que ela havia decidido abandonar a igreja. E do momento que o fez, sentiu uma sensação de alivio, como se um fardo pesado tivesse sido removido de suas costas. Eu pensei muito sobre isso, o que me fez lembrar da experiência que meu marido e eu tivemos quando mergulhamos pela primeira vez.

Talvez, esta mulher fosse como eu carregando aqueles tanques. Talvez, ela nunca se comprometeu em submergir totalmente no evangelho. Se comprometer com o evangelho não pode ser algo que fazemos pela metade. Se tentamos fazer os dois, ou seja, ficar dentro e fora da agua ao mesmo tempo, teremos que carregar um grande peso. Por que será que valeria a pena fazer tanto esforço. É como se a Igreja e os mandamentos são fardos pesados que fazem nossas costas se arquearem. Não é até que estejamos comprometidos a estar completamente imersos no Evangelho, como representado pelo batismo, que podermos perceber que o Senhor esta levantando nossos tanques. Experimentamos uma espécie de leveza espiritual, e o que a principio parecia um fardo, se tornam os meios para que vivenciemos um mundo completamente novo. Um mundo que pode parecer um pouco estranho a principio, mas que pode se tornar um lugar de experiências maravilhosas e grande alegria.

O Salvador disse que o Seu jugo era suave e Seu fardo leve. É apenas quando nos entregamos completamente a Ele e nos livramos das tendências do homem natural, é que Ele pode substituir nossos fardos com o poder qualificador de Sua graça. É nesse momento que podemos ser preenchidos com Sua luz. E será essa luz que aliviará nossos fardos.

Seus mandamentos são muito similares a aqueles tanques de ar. Sem um total comprometimento em viver por seus preceitos, eles parecerão um fardo desnecessário que não tem qualquer significado. Mas com o comprometimento total de viver sob seus preceitos  eles se tornam os meios pelos quais podemos transcender os limites deste mundo e ser conduzidos a viver um mundo novo cheio de grandes maravilhas e assombros. Mas isto requer a total submissão de nossa vontade a Dele.

Ele deseja que entremos em Seu mundo. Ao inicio pode parecer um pouco estranho, mas se confiarmos Nele, seremos guiados em nosso próprio ritmo e, finalmente, por meio Dele, iremos experimentar a ausência de gravidade espiritual que nos permite experimentar uma grande alegria em servir a Ele e a Seus filhos.

Este artigo foi escrito por Bianca Palmieri Lisonbee

Recursos Adicionais

Saiba mais sobre o Evangelho de Jesus Cristo

Copyright © 2017 Jesus O Cristo. Todos os direitos reservados.
Esta página web não pertence nem é afiliada a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (algumas vezes também chamada de Igreja Mórmon ou Igreja SUD). Os pontos de vista expressos pelos usuários são de responsabilidade dos mesmos e não representam necessariamente a posição da Igreja. Para acessar os sites oficiais da Igreja visite: LDS.org ou Mormon.org.