Jesus-Anda-Aguas-MormonA historia de Pedro andando sobre as aguas, sempre foi um relato que me intrigou. (Veja Mateus 14). Jesus Cristo havia apenas realizado o milagre da multiplicação dos pães e dos peixes, onde mais de 5 mil pessoas haviam sido alimentadas com apenas cinco pães e dois peixes. O Salvador havia se retirado a uma montanha para orar e instruir Seus discípulos do outro lado do mar. O vento virou o contrario, e eles foram atingidos por fortes ondas. Então, os discípulos viram um personagem que vinha em sua direção. Eles estavam com medo, mas o Salvador os chamou: “Tenham bom animo, sou eu; não temais.” Pedro respondeu: “Senhor, se és tu, me diga para ir até ti sobre as aguas.” Jesus o chamou, e Pedro andou sobre as águas. Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me!

E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste (Mateus 14:30-31).

Muitas vezes eu refleti sobre como Pedro, com o Salvador de pé em sua frente, pode duvidar. Mas esta semana, eu obtive um maior entendimento de como é difícil as vezes ter fé – mesmo tendo o testemunho do poder de cura e do amor do Senhor Jesus Cristo a nossa frente – durante as tempestades da vida. Eu estou bem no meio de uma delas. O vento sopra forte e o mar esta alto, e eu sei que o Salvador esta acenando para que eu vá até Ele se seja curado. Porém, agora possa entender como Pedro, com o Salvador a sua frente, pode duvidar. E eu posso quase ouvir o Salvador dizendo: “Oh, homem de pouca fé, porque duvidaste?”

Eu sou um membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (algumas vezes, também chamada de Igreja Mórmon). Eu tenho testemunhado o poder do sacerdócio (que é o poder de Deus dado ao homem para agir em todas as coisas para a salvação de Seus filhos – e é o mesmo poder pelo qual Jesus realizou os milagres) na cura aos doentes. Mas, mesmo assim, quando os médicos me diagnosticaram de que seria pouco provável que eu pudesse ter meus próprios filhos, eu entrei em pânico. Eu temi e duvidei a respeito das respostas as minhas orações. Eu estava, como Pedro, não exercendo fé. Como posso ter fé no Senhor e na Sua vontade quando eles pareciam contradizer meus sentimentos? Como podemos encontrar paz no meio das tormentas da vida – especialmente quando estas são tão pessoais e próximas ao nosso coração? O Senhor prove as respostas – no Seu próprio tempo e do Seu próprio modo. Somente temos que estar dispostos a fazer a nossa parte.

O Poder da Oração

mormon-menina-orando (2)Eu tenho 4 belos filhos, e eu sempre pensei como isso foi possível. Eu viria a saber. Depois do nascimento do meu quarto filho, eu sabia que não havia terminado. Quando chegou o momento de começarmos a tentar ter outro bebe, eu não estava pronta – porque eu sabia bem dentro de mim de que desta vez não seria tão fácil. Mas eu não sabia que seria tão difícil, também. O primeiro passo na busca por respostas aos meus problemas é procurar por orientação – por revelação pessoal. Elder Russel M. Nelson, um membro do Quórum dos Doze Apóstolos (com a Primeira Presidência, como corpo governante da Igreja de Jesus Cristo) ensinou:

A tecnologia atual também permite que usemos telefones sem fio para trocar informações rapidamente…Ainda mais assombrosa do que a tecnologia moderna é nossa oportunidade de ter acesso a informações provenientes diretamente do céu, sem hardware, software ou taxas mensais de serviço. É uma das mais maravilhosas dádivas que o Senhor ofereceu aos mortais. Trata-se deste Seu generoso convite: “pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á” Essa oferta eterna de revelação pessoal é feita a todos os Seus filhos. Parece até bom demais para ser verdade. Mas é verdade! Já recebi esse auxílio celestial e agi de acordo com ele. Aprendi que preciso estar sempre pronto para recebê-lo. (Pedir, Buscar, Bater – Conferencia Geral de Abril de 2009)

A oração é a linha vital entre nós e os céus. é o primeiro passo que devemos tomar a fim de receber revelação. Elder Robert D. Hales, um Apostolo de Jesus Cristo, ensinou:

A revelação pessoal é o modo de sabermos por nós mesmos as verdades mais importantes da nossa existência: a viva realidade de Deus, nosso Pai Eterno, e de Seu Filho, Jesus Cristo, a veracidade do evangelho restaurado e o propósito e orientação de Deus para nós…E como buscamos a revelação pessoal?” Paulo aconselhou os santos a confiarem no Espírito e não na sabedoria do mundo. Para obter o espirito começamos com a oração (Revelação Pessoal: Os Ensinamentos e Exemplos dos Profetas, Conferencia Geral de Outubro de 2007

Elder Richard G. Scott, um Apostolo de Jesus Cristo, disse:

A oração é um dom celestial concedido a cada alma por nosso Pai Celeste. Pense nisto: o absoluto Ser Supremo, o personagem que tudo sabe, tudo vê, que tudo pode, incentiva você e a mim, por mais insignificantes que sejamos, a conversar com Ele como nosso Pai. De fato, por saber quão desesperadamente precisamos de Sua orientação, Ele ordena: “Que ores em voz alta, assim como em teu coração; sim, perante o mundo, como também em segredo; em público, assim como em particular”

Não importa nossa situação, quer sejamos humildes ou arrogantes, pobres ou ricos, livres ou escravizados, instruídos ou ignorantes, amados ou desamparados, podemos nos dirigir a Ele. Não precisamos de hora marcada. Nossa súplica pode ser breve ou pode ocupar todo o tempo que for necessário. Pode ser uma longa expressão de nosso amor e gratidão, ou um pedido urgente de ajuda. Ele criou universos inumeráveis e colocou mundos neles, mas ainda assim, você e eu podemos conversar com Ele pessoalmente, e Ele sempre nos dará uma resposta. (O Dom Celestial da Oração, Conferencia Geral de Abril de 2007)

A vida sempre nos reserva surpresas – estresse, problemas financeiros, com os filhos, saúde e emprego. A vida pode ser muito difícil. Mas podemos encontrar conforto ao saber que nosso Pai Celestial esta lá para nos ajudar – e esta somente a uma oração de distancia. Ele deseja que nos voltemos a Ele, e Ele deseja nos ajudar. Pode não ser a ajuda que esperamos, mas será a ajuda que precisamos. Tudo começa com uma simples e sincera oração.

Encontrando respostas nas escrituras

biblia-mormonAs escrituras são a palavra de Deus. Elas são as suas palavras aos Seus filhos na terra. Por isso, não é nenhuma surpresa que nossa busca por respostas começa ali. Entretanto, eu ainda me maravilho o qual frequentemente busco por conforto e orientação na oração, e assim que abro as escrituras, encontro as respostas exatamente onde estou lendo. Elder Hales ensina:

… Quando queremos falar com Deus, oramos; e quando queremos que Ele fale conosco, estudamos as escrituras; pois Suas palavras são ditas por meio de Seus profetas. Ele então nos ensinará, se ouvirmos os sussurros do Espírito Santo. Se não ouviram a voz Dele lhes falar ultimamente, voltem-se com novos olhos e novos ouvidos às escrituras. Elas são nosso cabo salva-vidas. (As Santas Escrituras: O Poder de Deus Para Nossa Salvação, Conferencia Geral de Outubro de 2006)

Uma das minhas historias favoritas das escrituras é da Rainha Ester. Ester era uma judia, que foi criada pelo seu primo mais velho, Mardoqueu, e sua esposa depois que seus pais morreram. Ela se tornou uma rainha da Pérsia por causa de sua beleza. Mardoqueu deixou o príncipe chefe da corte do rei irritado, porque, se recusou a se prostrar e adorá-lo. Amã, o príncipe chefe, enganou o rei ao levá-lo a ordenar a execução de todos os judeus do reino. Presidente Thomas S. Monson, presidente de A Igreja de Jesus Cristo, continua dizendo:

Embora apenas um servo, Mardoqueu avisou Ester a respeito do decreto contra os judeus, pedindo que ele se dirigisse ao rei para implorar pelo seu povo. A principio, Ester se mostrou relutante, lembrando Mardoque de que era contra a lei que qualquer um se aproximasse do rei sem ser chamado. A pena de morte era o resultado – a menos que o rei levantasse seu cetro de ouro, permitindo que a pessoa fosse poupada.

A resposta de Mardoqueu a Ester foi a seguinte:

“Não penses … que você escapará na casa do rei, a despeito dos judeus, … mas tu e a casa de teu pai perecereis.”

E então, ele adicionou a seguinte pergunta: “Quem sabe se para tal tempo como este chegaste a este reino?” (Ester 4:14)

Esta questão cruza a minha mente com freqüência: Quem sabe se para um tempo como este viestes a terra? Na minha vida e nas minhas dificuldades, eu me pergunto se não existe um propósito maior. A resposta de Ester para Mardoque foi para que ele e todo o povo judeu, jejuasse por três dias, e ela e suas servas fariam o mesmo. Ela declara: “Eu irei ao rei, que não é de acordo com a lei: e se eu perecer, pereci” (Ester 4:16). Presidente Monson disse:

Ester havia reunido coragem e permaneceria firme e inamovível por aquilo que era certo. Fisicamente, emocionalmente e espiritualmente preparada, Ester foi a presenciado rei. Quando este a viu, ele levantou seu cetro de ouro, dizendo-lhe que concederia qualquer coisa que desejasse, ela convidou o rei a um jantar que ela estava preparando, e durante o jantar ela revelou-lhe que era judia. Ela também expôs a trama de Amã para exterminar todos os judeus do reino. Ester pediu-lhe que salvasse ela e seu povo, e seu pedido foi concedido.

Ester, através do jejum, fé e coragem, salvou uma nação.

Embora minhas batalhas não envolvam a vida e a morte, ainda assim é difícil fazer aquilo que é correto, mesmo que a opinião médica diga diferente. A coragem de Ester salvou uma nação. Mas, ao enfrentar o meu problema, eu descobri, que ficou mais fácil para mim se aproximar daqueles que possuem o mesmo problema. Eu vejo mais claramente, porque eu sei como eles se sentem, como é difícil continuar avante em momentos quando procuramos alivio e respostas da medicina. E talvez, seja esta a razão pela qual eu estou aqui, lutando contra estes problemas “em tempos como este.” Talvez, esta seja uma das respostas que devo encontrar nas escrituras – e posso ter a coragem de saber que o Senhor estará comigo, assim como estava com Ester nos momentos de necessidade.

Bênçãos do Sacerdócio

mormon-dom-espirito-santoOutra fonte de cura, paz e conforto durante os momentos difíceis ou de doença são as bênçãos do sacerdócio.  Elder Dallin H. Oaks, um apostolo de Jesus Cristo, disse:

Na bênção do sacerdócio, o servo do Senhor exerce o sacerdócio conforme movido pelo Espírito Santo, invocando os poderes dos céus em benefício da pessoa que está sendo abençoada… Qual a importância de uma bênção do sacerdócio? Pensem num jovem prestes a sair de casa a fim de tentar a sorte no mundo. Se o pai lhe der uma bússola, ele pode usar essa ferramenta terrena para orientar-se. Se lhe der dinheiro, ele pode usá-lo para ter domínio sobre as coisas terrenas. A bênção do sacerdócio confere poder sobre as coisas espirituais. Embora não possa ser medida nem tocada, é de grande importância para nos ajudar a vencer obstáculos… (A Importância das Bênçãos do Sacerdócio).

Eu tenho recebido muitas bênçãos do sacerdócio através dos anos – incluindo logo após minha visita ao médico na semana passada. O espirito do Senhor estava presente enquanto meu marido impunha as mãos sobre a minha cabeça e pronunciou a benção. Eu sabia que tudo ficaria bem. É por isso que eu me senti como Pedro, duvidando do testemunho que recebi, nos dias que seguiram minha consulta. Eu sabia que tudo ficaria bem – Eu só não sei exatamente o que isto quer dizer. Que é onde entra a ultima parte: Ter fé em Jesus Cristo.

Fé em Jesus Cristo

Ter fé em Jesus Cristo significa ter fé em Seu amor por nós – mesmo quando as coisas parecem andar errado em nossas vidas. E, como eu percebi hoje, é também acreditar que Jesus Cristo pode e irá realizar milagres em nossas vidas. Milagres tão significativos para nós como foi abrir o Mar Vermelho foi para Moisés. Na semana passada, eu deveria ir para um reunião de orientação da minha filha que está completando 12 anos de idade. Ela está indo para o programa Mórmon das Moças (para jovens de 12 a 18 anos). Mas pouco antes da reunião, eu estava tão doente que mal podia me mexer, estava para vomitar. Foi depois do meu compromisso, que eu pensei que poderia ser uma reação ao procedimento (que não deveria ser nada importante). Eu estava sofrendo tanta dor, que eu queria somente ficar na cama, mas eu não podia perder um momento tão especial para a nossa filha. Então, eu pedi ao meu marido uma outra benção do sacerdócio. Depois que ele terminou, a dor havia sumido. Eu imediatamente me vesti e fui para o evento, que foi maravilhoso. Minha filha estava linda e com vergonha quando foi introduzida ao novo grupo, e eu estava tão grata pelo milagre de cura que me permitiu participar. Elder Hales disse:

Jesus-Cristo-Bom-PastorPela fé inabalável aprendemos por nós mesmos que “é pela fé que os milagres são realizados”.

Em geral, esses milagres não são demonstrações físicas do poder de Deus, como dividir o Mar Vermelho, levantar os mortos, derrubar paredes de prisões ou receber a visita de mensageiros celestes. Segundo os desígnios divinos, os milagres são, na maioria dos casos, demonstrações espirituais do poder de Deus: ternas misericórdias derramadas suavemente por meio de impressões, idéias, certezas, soluções para problemas, força para superar dificuldades e consolo para suportar decepções e tristezas. (Revelação Pessoal: Os Ensinamentos e Exemplo dos Profetas, Conferencia geral, Outubro de 2007)

Algumas vezes, os milagres nos curam fisicamente e nos confortam emocionalmente. Mas todos eles são demonstrações espirituais do poder de Deus – tenras misericórdias que Ele nos envia nos momentos de necessidade. Mas necessitamos pedir a Ele. Algumas vezes, Ele as envia na forma de um amigo que aparece e nos diz, “Você deve estar indo muito bem, porque posso ver um brilho que irradia de você. Você parece muito bem.” Isto significa muito para mim, porque esta semana eu estava muito mal. Como Pedro, eu me perguntava onde o Senhor estava. Mas como minha amiga me mostrou, Ele estava ao meu lado o tempo todo. Eu somente entrei em pânico e esqueci que Ele estava lá. Elder Jeffrey R. Holland, um apostolo de Jesus Cristo, disse:

Cada um de nós já passou por ocasiões em que necessitávamos saber se as coisas iriam melhorar. … Para a saúde emocional e vigor espiritual, precisamos ter condições de trabalhar incansavelmente por um tempo só nosso, para alcançar algo que seja agradável, renovado e cheio de esperança, esteja essa bênção ao alcance de nossa mão ou um pouco distante. É suficiente saber que chegaremos lá e que, não importa o quão perto ou longe estejam, existe a promessa de “bens futuros.” …

Mesmo que nem sempre possamos enxergar o bem que nos chega por meio de problemas e aflições, Deus o pode, pois Ele é a fonte de onde emana toda a luz que buscamos. Ele nos ama e conhece nossos temores. Ouve nossas orações. Ele é nosso Pai Celestial e certamente mistura as próprias lágrimas com as dos filhos que choram….

Algumas bênçãos vêm-nos logo, outras vêm depois, e outras não nos chegam nesta existência, mas para os que aceitam o evangelho de Jesus Cristo elas certamente virão. (O Sumo Sacerdote dos Bens Futuros, Conferencia Geral de Outubro de 1999)

Recursos Adicionais

Saiba mais sobre a Igreja de Jesus Cristo

Copyright © 2018 Jesus O Cristo. Todos os direitos reservados.
Esta página web não pertence nem é afiliada a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (algumas vezes também chamada de Igreja Mórmon ou Igreja SUD). Os pontos de vista expressos pelos usuários são de responsabilidade dos mesmos e não representam necessariamente a posição da Igreja. Para acessar os sites oficiais da Igreja visite: LDS.org ou Mormon.org.