mormon-cristo-doutrina1Eu cresci na igreja católica, e por isso, ainda hoje tenho vividas em minha mente as memórias da quarta-feira de cinzas e do inicio da quaresma. Imagens pungentes do padre marcando minha testa com cinzas enquanto eu admirava as estátuas de mármore branco envoltas em um tecido roxo. Mas a coisa que mais me lembro sobre a quaresma foi que jamais fui completamente capaz de manter os compromissos de se abster daquilo que havia me comprometido a fazer. Pelo que eu saiba, o Mardi Gras ou a terça-feira gorda, se tornou a grande festa de Carnaval no Brasil e do Carnevale na Itália, a ultima grande celebração antes do dia do arrependimento e sacrifício que antecede os 40 dias antes da Páscoa. As cinzas significam a humildade ao se vestir em saco e cinzas e o sacrifício quando escolhemos nos negar a algo que desejamos até a Pascoa.

Na minha infância, junto com minha família e meu cão, a coisa mais difícil de renunciar eram os doces. Minha maior fraqueza tinha a forma de pequenos caramelos embalados com papel colorido e qualquer outra coisa que fosse feita de chocolate. Eu gostaria de poder dizer que teria conseguido completar os 40 dias sem comê-los e ter que me arrepender e começar de novo, mas eu acredito que nunca consegui. 40 dias é um tempo muito longo, especialmente para uma criança. Mas, eu aprendi aquela parte que nos ensina que celebramos com a ressurreição de Cristo, a oportunidade que cada um nós possui de nos arrepender e recomeçar. E este processo, muitas vezes, nos obriga a enfrentar as nossas fraquezas e a incapacidade de mudar a nós mesmos. É claro que, não devemos nos arrepender com a atitude que se pecarmos poderemos nos arrepender novamente, porque isso nos faria zombar deste maravilhoso dom. Mas se estivermos realmente tentando fazer o que é certo e continuar lutando, o poder capacitador da expiação irá nos abençoar, nos encorajando com o desejo e a força de continuar tentando.

O Salvador nos convida a perdoar os outros sete vezes sete. Talvez, algumas vezes temos que encarar a nós mesmos com o mesmo grau de compaixão. A medida que compreendermos o amor e a compaixão que Ele tem por nós, também compreenderemos melhor as dores que Ele sofreu por nossas fraquezas e falhas, e como esta desejoso a nos ajudar a ter sucesso. Eu me lembro que a medida que a Páscoa se aproximava, era maravilhoso celebrar, não apenas comendo coelhos de chocolate e jujubas, mas sabendo que a minha habilidade de fazer sacrifícios para o Senhor Jesus Cristo havia aumentado. Meus esforços foram perfeitos? Não. Mas, eu sabia que minha oferta havia sido aceita pelo Senhor e que eu procuraria tentar fazer melhor da próxima vez. Algum de vocês tem quaisquer lembranças a respeito da quaresma e do poder capacitador da Expiação?

Este artigo foi escrito por Bianca Palmieri Lisonbee

Recursos Adicionais

Saiba mais sobre a Igreja de Jesus Cristo

Copyright © 2018 Jesus O Cristo. Todos os direitos reservados.
Esta página web não pertence nem é afiliada a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (algumas vezes também chamada de Igreja Mórmon ou Igreja SUD). Os pontos de vista expressos pelos usuários são de responsabilidade dos mesmos e não representam necessariamente a posição da Igreja. Para acessar os sites oficiais da Igreja visite: LDS.org ou Mormon.org.