Este é o terceiro e ultimo capitulo de nosso tópico sobre a graça. Nas duas primeiras partes falamos sobre o que é graça, de onde vem, como se relaciona com a expiação, justificação, e santificação. Agora falaremos como podemos receber o dom da graça, que acaba sendo um sumario das questões que já foram discutidas. Você pode ler a primeira parte deste artigo clicando aqui, e a segunda, clicando aqui.

A Graça é Verdadeiramente de Graça?

mormon-LendoEsta é uma pergunta difícil de responder. A graça divina é absolutamente grátis, no sentido em que concede a salvação da morte eterna e a possibilidade de exaltação a todos sem exceção. Este dom é concedido tanto aos que amam o Salvador como aos que O odeiam. Não precisamos fazer nada para ressuscitarmos, ela é concedida a todos os seres humanos como um dom gratuito do amor de Jesus. O dom de exaltação, entretanto, requer um esforço continuo e um grande comprometimento de nossa parte, mas, mesmo assim, é dado como um dom. Cabe a nós nos preparar para recebê-lo.

Como mencionado nos dois primeiros capítulos, Deus não pode nos perdoar por havermos quebrado as leis, apenas porque o deseja. Todo pecado exige uma punição. Se não aceitarmos o pagamento realizado por Cristo, devemos sofrer no inferno pelos nossos erros, até que a lei e a justiça sejam satisfeitas. Mesmo assim, Sua graça nos resgatará do inferno, no momento em que tivermos pago nosso débito. Mesmo que rejeitemos completamente Sua expiação por nós, eventualmente, a misericórdia de Deus demonstrará Seu eterno amor.

Devo Ser Perfeito Para Receber a Sua Graça?

Cristo teve que ser perfeito a fim de pagar por nossos pecados, mas nós não precisamos ser. Na verdade, é a graça de Cristo que nos ajuda a nos tornarmos completos e espiritualmente saudáveis, que nos leva a sermos perfeitos. Devemos lembrar que a graça tem o poder curar nossas enfermidades espirituais. Quanto mais aprendemos a confiar no poder da graça de Deus, mais rápido o processo à perfeição se torna uma realidade.

Como Posso Receber o Dom da Graça?

Os Santos dos Últimos Dias possuem uma visão única da graça. Isto acontece porque nosso entendimento se baseia em revelações modernas, incluindo os ensinamentos do Livro de Mórmon. Sabemos que a graça é gratuita, e que é oferecida a uma humanidade que não a merece por um Deus benevolente.

Também acreditamos que a graça deve ser recebida através da fé em Cristo. Porém, é aqui que os Santos dos Últimos Dias e o restante da cristandade se dividem. Alguns acreditam que a fé é uma ato passivo. Nós, diferentemente, somos ensinados que a fé é um principio de poder, um principio que causa mudança através das obras associadas a ela que transformam nossas crenças em ação. Quando combinamos essa definição de fé com a graça de Cristo, temos um poder catalizador que muda a vida daquele que coloca esses princípios em prática.

Eu já havia mencionado que a expiação de Cristo abriu um leque de oportunidades de mudança. Sem a expiação, nosso arbítrio seria inútil. Com a expiação somos capazes de mudar nossas vidas e escolhas que podem nos levar de volta a Deus.

Isso nos leva ao ponto principal da graça de Cristo. Ela nos oferece tanto a porta quanto o caminho que nos leva de volta a Deus, mas que também requer o uso de nosso arbítrio. Não podemos esperar sentados e esperar que Cristo faça tudo sozinho. Ele pavimentou o caminho e fez possível que retornássemos ao lar celestial. Ele esta pronto e espera que escolhemos fazer o que é necessário para retornar a Ele e para nosso Pai, mas tudo depende do exercício de nossas escolhas pessoais e o uso de nosso arbítrio, ao aceitar ou não sua graciosa oferta.

mormon-menina-orando (2)É importante lembrar que o proposito da graça divina é nos ajudar a nos tornarmos o tipo de pessoa que pode viver na presença de Deus. A graça é antes de tudo um dom de transformação. Para que isso seja possível, precisamos fazer as mudanças necessárias em nossa vida. Sua graça esta disponível, ela nos ajuda a alcançar aquilo que não poderíamos obter com nossas próprias forças. Não podemos mudar a natureza de nosso coração, mas Sua graça pode nos ajudar a fazer esta mudança. Precisamos de ajuda para vencer nossas fraquezas, e Sua graça esta aqui para nos ajudar a transformá-las em nossos pontos fortes. A cada passo, em nossa jornada de volta ao lar, podemos contar com Sua graça que cura e nos fortalece, a medida que nos tornamos mais semelhantes a Cristo.

Para receber o poder de cura de Cristo, precisamos nos humilhar perante Ele e implorar por Sua ajuda. Precisamos obedecer aos mandamentos e rogar pela companhia do Espirito Santo para nos guiar em nossas decisões. Somente depois disso, poderemos receber a promessa de fortalecimento. Somente quando exercitamos nossa fé em Cristo e enfrentamos nossos desafios pessoais, poderemos vencer nossas fraquezas e transformá-las em força.

Os Santos dos Últimos Dias, as vezes, não compreendem bem o dom da graça por causa de uma escritura encontrada no Livro de Mórmon. Em 2 Néfi 25:23 lemos:

Pois trabalhamos diligentemente para escrever, a fim de persuadir nossos filhos e também nossos irmãos a acreditarem em Cristo e a reconciliarem-se com Deus; pois sabemos que é pela graça que somos salvos, depois de tudo o que pudermos fazer.

A escritura parece dizer que devemos fazer tudo o que pudermos e quando estivermos exauridos por causa do esforço extremo, então, e só então, é que o Senhor nos abençoará com alguma graça. Não é assim que ela funciona. O Senhor está pronto e disposto a nos abençoar com a sua graça a qualquer momento em que estivermos dispostos a nos humilhar perante Ele, implorando por ajuda para sermos dignos de uma bênção. Ele está ansioso para nós encorajar a fazer o bem.

Brad Wilcox, durante uma devocional realizada na Universidade de Brigham Young em Provo no dia 12 de julho de 2011, fez algumas observações sobre o continuo poder da graça divina.

A graça não é um turbo que se aciona quando nosso suprimento de combustível esta perto do fim. Pelo contrario, é nossa constante fonte de energia. Não é a luz no fim do túnel, mas a luz que nos faz ver o caminho dentro do túnel. A graça não é obtida em algum lugar no fim do caminho, é recebida aqui e agora.

mormon-familiaA maior parte da graça de Cristo, Sua misericórdia, Seu dom vem a nós como uma oportunidade. É necessário um comprometimento continuo e uma mudança real para continuar a recebê-la. É este dom que nos permite nos tornarmos semelhante a Ele. É importante lembrar que receber a exaltação não é o fim , mas o inicio de um caminho que nos fará ser como nosso Pai Celestial. Recebemos o dom da eterna possibilidade ao confiar em Cristo, nos arrependendo de nossos pecados, guardando os mandamentos, se aproximando do Espirito Santo, o recebendo como nosso tutor e guia espiritual, através de uma vida reta, usando o poder de cura de Cristo para mudar nossos corações, e vencer nossas fraquezas.

Temos que nos esforçar para receber a graça de Deus? É claro que sim. Mas temos que tentar. É quando começamos a caminhar por essa estrada que as maravilhas do seu poder se tornam evidentes em nossas vidas, alterando nossas capacidades, o que nos permite fazer mais do que jamais imaginamos ser possível. Aprendemos a confiar no seu cuidado constante, ouvir o Espírito, e crescer na fé, conhecimento e sabedoria. Lembre-se que a maravilha da graça divina é fazer com que nos transformemos em algo mais do que aquilo que agora somos.

Cristo não pode conceder essa bênção a aqueles que não estão dispostos a seguir o caminho de volta a Deus. Portanto, aqueles que não estão dispostos a se esforçarem para conhecer a Deus e os seus caminhos, muitas vezes, afirmam que não vêem nenhuma evidência da graça divina em sua vida. A Sua graça é concedida livremente para todos aqueles que a procuram, mas o seu poder capacitador só pode ser obtido por aqueles que se qualificam através de sua fé em Cristo, pois o proposito de Sua graça é nos tornar semelhantes a Ele.

Recursos Adicionais

Saiba mais sobre a Igreja de Jesus Cristo

Copyright © 2018 Jesus O Cristo. Todos os direitos reservados.
Esta página web não pertence nem é afiliada a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (algumas vezes também chamada de Igreja Mórmon ou Igreja SUD). Os pontos de vista expressos pelos usuários são de responsabilidade dos mesmos e não representam necessariamente a posição da Igreja. Para acessar os sites oficiais da Igreja visite: LDS.org ou Mormon.org.